Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Home Android OS

Tudo o que você precisa saber sobre o Android Pie 9.0

8 de agosto de 2018 1097 0
Tudo o que você precisa saber sobre o Android Pie 9.0

O Android 9.0, carinhosamente apelidado de Android Pie, já está praticamente completamente pronto para ser disponibilizado para todos os aparelhos que podem receber o upgrade. Claro que isso também depende muito da vontade da fabricante do smartphone, já que muitas preferem manter o aparelho na atual versão, outra preferem atualizar, enfim, isso varia muito. Falaremos mais sobre isso no decorrer dessa publicação.

Voltando para a nova versão do S.O. em si, tem muita coisa para conferir, no entanto, vamos destacar apenas as novidades que consideramos ser as mais importantes e significantes do update.

Os botões voltar, home e multitarefas podem ser substituídos por gestos

Resultado de imagem para adaptativa screen illumination Android P

Isso mesmo… tal como aconteceu com o iPhone X, o Android Pie traz a possibilidade de substituir os tradicionais botões back, home e multitarefa por apenas um traço que tem múltiplas funções. Ele responde a gestos diversos e parece bem promissor. Seria basicamente a pá de terra que faltava para enterrar de vez os botões capacitivos.

Novidades na Tela de Bloqueio

Na verdade não são muitas novidades, pois haverá apenas a possibilidade de exibir o percentual da carga de bateria restante.

Central de Ações rápidas e notificações remodeladas

Resultado de imagem para news notification panel on Android P

A Central de Ações Rápidas foi remodelada, deixando de lado aquele cinza escuro por botões que acendem em azul, deixando tudo de mais fácil leitura. Especialmente quando olhamos de relance. Até os ícones mudaram pra melhor.

Juntamente com essa novidade, teremos notificações menos poluídas, que aparecem com mais clareza que podem ser deslizadas até abrir mais opções. Além disso, a central ganhou novas animações.

Personalização do espaço do Notch

Resultado de imagem para no notch LG software android

O famigerado notch ganhou tanta atenção ultimamente que o Android também ganhou ferramentas que os desenvolvedores podem usar para contorná-las. Amá-los ou odiá-los, se um entalhe tem que estar lá pelo menos o software pode ser desenvolvido para atenuar os inconvenientes.

Suporte HDR e HEIF

O Android Pie inclui suporte nativo para o perfil VPR HDR sem royalties. Isso significa que os filmes HDR usando o perfil podem ser assistidos usando qualquer reprodutor de mídia. Anteriormente, o aplicativo media player precisava suportar perfis HDR para exibir conteúdo corretamente em uma exibição HDR.

O Android P também suporta o formato de compactação de imagem HEIF. HEIF significa High Efficiency Image Format (Formato de imagem de alta eficiência) e imagens que o utilizam podem armazenar o dobro de dados usando o mesmo tamanho de arquivo de uma imagem JPEG, o que significa que as imagens exibidas têm uma qualidade muito maior.

Bateria adaptativa

Resultado de imagem para adaptativa screen illumination Android P

A Google prometeu que o Android P poderia promover uma economia de até 30% da carga da bateria do seu telefone fazendo uso de Aprendizagem de Máquina (Machine Learning). Essa nova versão do Android poderia analisar quais aplicativos são usados com mais frequência e os que não são, e redirecionar mais processamento para os apps que são mais usados, deixando os que são pouco usados em um estado de baixa energia.

Busca avançada dentro de aplicativos (Slices)

Imagem relacionada

A busca do Google feita pelo celular mostrará sugestões de ações dentro de aplicativos. Por exemplo: se você procura por maneiras de chegar a um lugar, o próprio buscador poderá lhe mostrar uma sugestão dentro do aplicativo do Uber ou outro semelhante, e permitir que você chame o carro diretamente pela busca. O recurso também funciona para apps de compra de ingressos de eventos, por exemplo.

Brilho adaptativo

Também fazendo uso de ferramentas de Machine Learning, o Android P poderia regular o brilho do seu smartphone com base no seu uso diário do aparelho, fazendo com que a tela fique com mais ou menos brilho dependendo do local ou horário de uso.

Controle do volume aperfeiçoado

Resultado de imagem para news volume control on Android P

No Android P o controle de volume de reprodução de mídias diversas será mais integrado ao volume geral do dispositivo, mas dará mais autonomia ao volume do toque. Por exemplo: ao baixar o volume de um vídeo em reprodução, não necessariamente será preciso baixar o volume do toque padrão do aparelho e vice-versa.

Dashboard do Android

Resultado de imagem para adaptativa screen illumination Android P

Usuários do Android P ganharão uma Dashboard cheia de informações revelantes sobre o uso do seu smartphone. Alguns exemplos de informações são: quanto tempo você passou usando o smartphone, quantas vezes ele foi desbloqueado num dia, o tempo que você passou em cada aplicativo e assim por diante. Fazer uma análise de quanto o smartphone interfere na sua produtividade diária será muito fácil.

Limite de uso de Apps (App Timer)

Sim! no Android 9.0 será possível definir um tempo limite para usar determinados aplicativos. Por exemplo: se você acha que passa muito tempo vendo a timeline do Facebook, pode estabelecer que aquele aplicativo só pode ser usado no máximo por 60 min num dia, então, ao fim do timer setado previamente, o sistema bloqueará o Facebook até o dia seguinte.

Previsão de ações em aplicativo

Resultado de imagem para adaptativa screen illumination Android P

 

A Google vai implementar uma funcionalidade no Android 9.0 que lhe ajudará a realizar tarefas mais rapidamente, sugerindo ações específicas dentro de aplicativo que são muito usados no seu dia a dia. Mandar uma mensagem via Facebook Messenger ou WhatsApp pode ser facilitada, ou mesmo postar algumas coisas no Twitter e assim por diante.

Modo não-perturbe

Eis mais um detalhe que a Apple também vem trabalhando no iOS, que é um tipo de modo “não-perturbe”. Ele implica no sistema minimizar a quantidade de notificações que são emitidas, assim como diminuir os estímulos visuais que as mesmas promovem, por exemplo, se esse modo estiver acionado, provavelmente telefones com Leds de notificações terão a luz do led desligada e assim por diante.

Modo para ajudar a pegar no sono (Wind Down)

Muita gente tem o péssimo hábito de ficar mexendo no celular antes de dormir, pois bem, a nova versão do Android ajudará a tornar esse momento menos ruim. O usuário vai estipular um horário no qual ele pretende dormir e quando o timer estiver perto de zerar, o sistema diminuirá o brilho da tela e começará a deixar tudo preto e branco na tentativa de ajudar na transição do pré-sono para o sono.

Gostou das novidades? O Android P ainda está em fase Beta de desenvolvimento, mas já vem sendo testado em larga escala por milhares de usuários em todo o mundo. Muito em breve muitas fabricantes começarão a liberar o update para seu clientes finais em versões públicas. Vale lembrar que telefones equipados com chipsets da Qualcomm sairão na frente na hora de receber o update. Saiba mais sobre isso aqui. 

Navegação interior

O Android Pie apresenta suporte para o protocolo Wi-Fi IEEE 802.11mc, também conhecido como WiFi RTT (Round Trip Time). Suporte a RTT WiFi significa que seu telefone pode usar seu sinal Wi-Fi (quando em uma rede com suporte) para serviços de localização. O RTT é preciso e pode localizar seu telefone dentro de 1-2 metros, o que é mais preciso do que o sinal de GPS que você usa ao ar livre.

API Multicâmera

Resultado de imagem para DUal Cam

API significa Application Programming Interface (Interface de Programação de Aplicativos) e o que isso significa é que os dispositivos com duas câmeras terão suporte pelas ferramentas de câmera padrão do Android que os desenvolvedores usam. Isso significa que qualquer aplicativo de câmera pode suportar todas as configurações de duas câmeras e você não é forçado a usar o aplicativo de câmera incluído com seu telefone.

Essas APIs incluem recursos como zoom, retrato / bokeh e visão 3D estéreo, bem como as funções atuais da câmera do Android. Isso ajudará os desenvolvedores a fazer com que seus aplicativos funcionem bem em dispositivos com várias câmeras e permitir que eles criem uma versão que funcione com todos os telefones. Isso significa que você verá seu aplicativo favorito atualizado para dar suporte ao seu celular de duas câmeras muito, muito mais rápido.

Um botão de rotação

Você pode bloquear suas configurações de rotação para que as coisas permaneçam na vertical, independentemente de como você incline o telefone, e um novo botão na barra do sistema alterará as coisas com apenas um toque. Perfeito para leitores de hora de dormir.

Nova interface para o Menu Configurações

Resultado de imagem para news configuration panel on Android P

A Google resolveu dar um tapa no visual do Menu Configurações. Cremos que para deixar o Centro de Ações Rápidas, Notificações e Configurações mais coesos quando se fala em UI e assim foi feito.

Além disso, veremos pequenas melhorias, como por exemplo, o relógio que fica sempre visível na Central de Notificações mudou de lado; o sistema de controle de volumes ganhou um modo silencioso que pode ser acionado mais rapidamente, mas sem afetar o volume das mídias; a UI da multitarefas mudou. Agora os apps aparecem lado a lado, como acontece da MIUI por exemplo, e os botões que identificam os apps ganharam funções ao serem pressionados por alguns segundo; o acesso a função dividir em duas telas ficou mais simples por meio da nova UI da multitarefas, que por sinal, permite copiar ou recortar um texto qualquer e colar em outro apps sem sair do menu de multitarefas. Enfim, é muita coisa para conferir.

Quem vai pode atualizar para o Android Pie?

Isso vai depender de cada fabricante. Espera-se que todos os modelos que atualmente rodam o Android One tenham acesso a novidade, como os Xiaomi Mi A1 e A2 e com a MIUI seriam os da linha Mi Mix 2 e Mi6, o Google Pixels, o One Plus 3, alguns modelos da Motorola que rodam o Android One, assim como sabemos que alguns fabricantes já prometeram o update, como por exemplo, a Samsung, para os novos Galaxy S8 e S9, a Nokia, para todos os modelos lançados no final de 2017 e 2018, a Motorola para o Z3 e G6, a LG para os novos modelos lançados esse ano, como o G7 ThinkQ e outros, a Asus para os Zenfone 4 e 5, a Huawei para o Mate 10 e outros,  mas sobre modelos mais antigos será preciso esperar pelos pronunciamentos individuais de cada OEM.

Compartilhe:

Comentários: